In Portuguese – VIDEO – Atribuição do Prêmio Nobel da Paz 2020 ao Karo Paylan. Pedido da dirigente da associação internacional de mulheres armênias hamshen «AMSHENKA» Saida Ohanyan

Meus estimados compatriotas, amigos!

Meu nome é Saida Ohanyan, eu sou chefe da associação internacional de mulheres armênias hamshen «AMSHENKA», a deputada do Parlamento da Armênia Ocidental. O objetivo da nossa organização é proteger os direitos das mulheres, o reconhecimento internacional e a condenação do Genocídio do povo armênio cometido em anos 1894-1923, em sua pátria histórica na Armênia Ocidental, Amshen, a proteção de outros povos indígenas do mundo e seus direitos concedidos e garantidos pela comunidade internacional.

O ramo prioritário do trabalho da nossa organização também é apoio na solução de programas humanos e humanitários.

Este ano, a nossa organização volta a fazer, pela segunda fez, a solicitação junto ao Comitê Nobel para atribuir o Prêmio Nobel da Paz 2020 ao deputado do Parlamento da República da Turquia – Karo Paylan – a um homem que dedicou toda a sua vida à proteção dos direitos violados dos armênios e outros povos indígenas na região do Grande Oriente Médio, inclusive,  na Armênia Ocidental, Síria, Iraque e própria Turquia.

Oriundo da região Malatia da Armênia Ocidental, de uma família de arménios que sobreviveram o Genocídio Arménio de 1894-1923 cometido no território da Armênia Ocidental, Cilícia e Império Otomano. Ele, sendo um descendente de vítimas do genocídio, ocorrido na sua terra histórica, conhece pessoalmente todas as circunstâncias deste crime horrível contra a humanidade, que foi reconhecido e condenado pelos países da Europa e América, pelo Parlamento Europeu, assim como pelas principais organizações internacionais e religiosas.

Ele discorda severamente da política agressiva da Turquia e as suas tentativas de intervenção militar em países soberanos vizinhos, particularmente, das ações militares de plena escala realizadas em Iraque e Síria

Atualmente, ele é um dos poucos que assumiu o fardo de proteger os valores humanistas, as minorias nacionais e religiosas da região.

Ele plantou sementes de paz, tolerância e mútua compreensão entre pessoas de diferentes nacionalidades e religiões, que já estão tendo impacto positivo até na sociedade turca.

E isso apesar da constante pressão, ameaças reais contra o deputado feitas pelas forças nacionalistas e extremistas pró-governo, adeptos do regime opressivo do Erdogan, que muitas vezes exige a cessação de suas atividades políticas e humanísticas.

Volto a dirigir-me a todas as pessoas de boa vontade! Faço apelo às organizações femininas, humanitárias e internacionais para que participem da nossa iniciativa e votem em defesa do Karo Paylan.

Peço-lhes, também, que solicitem de forma independente ao Comitê do Nobel a atribuição do Prêmio Nobel da Paz 2020 ao Karo Paylan, como um grande humanista da época moderna.

O período de aplicação é muito limitado, termina no dia 31 de janeiro de 2020.

Tenho certeza de que sua participação e a decisão positiva do Comitê de Paz Nobel contribuirão significativamente para o estabelecimento da Paz numa região mais instável do mundo com muitos conflitos e tensões, no Grande Oriente Médio e servirá a causa da paz e harmonia entre os povos.

Saida Ohanyan

Chefe da associação internacional de mulheres armênias hamshen «AMSHENKA»

Deputada da Assembleia Nacional (Parlamento) da Armênia Ocidental

21.01.2020

***

Traduzido por Anaid Petrosyan

Please follow and like us: